Com o aumento dos preços, a saída mais econômica passa a ser um seminovo. Confira as nossas dicas para você se atentar ao comprar um carro usado.

O que você precisa saber antes de comprar um carro usado

Com o aumento dos preços dos veículos zero-quilômetro, fica mais difícil comprar um carro novinho. Por isso, a saída mais econômica passa a ser um seminovo, com apenas alguns anos de uso, mas com uma grande diferença no valor.

No entanto, como o comprador não sabe do histórico do automóvel, é preciso observar muitas coisas na aquisição de um usado. Antes de explicar o que fazer, é preciso lembrar que a Autotrac proporciona segurança de verdade para os seus clientes com a melhor tecnologia de rastreamento.

Com o Autotrac One Carro, por exemplo, é possível saber onde o seu carro está a todo momento por meio do celular. Caso haja algum movimento indevido, um alerta será enviado para você na mesma hora. Além disso, as equipes do serviço de Auxílio à Vítima de Crime estão sempre prontas para ajudar.

O primeiro passo a ter em mente quando for trocar de carro é procurar não ter pressa. Se possível, programe a compra com meses de antecedência. Você vai usar esse tempo para pesquisar preços, modelos e marcas e, é claro, consultar amigos e familiares.

Aliás, os amigos são uma grande fonte de confiança para comprar um veículo usado. Isso porque você terá uma noção do histórico do veículo e do quão cuidadoso é o dono. Muito mais fácil que confiar em uma pessoa que você nunca viu na vida.

Mas caso isso não seja possível, pesquise bastante, inclusive em outras cidades. Às vezes vale a pena viajar um pouquinho para comprar o automóvel em um município vizinho. A internet também é uma boa aliada nesses casos. E você ainda pode consultar a tabela Fipe para ter uma noção do valor da marca e do modelo que deseja.

Escolheu o carro? Então, antes de fechar negócio e entregar o dinheiro, existe uma série de coisas que todo comprador cuidadoso precisa saber. O primeiro passo é consultar o Detran, a Secretaria da Fazenda de seu estado e a Prefeitura de sua cidade para saber se existe alguma pendência jurídica ou tributária.

Com uma vistoria, também é possível conferir a legalidade do chassi e do motor. Por isso, peça os documentos para o vendedor – mas atenção à validade deles! Uma dica valiosa é ir ver o veículo de dia e, se possível, com a companhia de seu mecânico de confiança.

Veja se o carro tem manual do proprietário e se lá estão marcadas as últimas revisões. Fique de olho nos itens obrigatórios, como estepe, macaco, chave de roda e triângulo. Não se esqueça da chave reserva.

Para averiguar se já houve alguma batida, preste atenção no alinhamento de portas, capô e porta-malas, além de irregularidade nos tons da pintura. Para fechar, confira as condições do motor com o seu mecânico e o estado do óleo.

Checou tudo? Então boa sorte no negócio!

Já vai embora?

Fica mais um pouco e conta pra gente porque você não comprou ainda:

Marque quantas opções desejar